Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Clique e ouça a nossa rádio

107,9 FM - Rádio Educativa Inatel

.

CARTA DE JOHN LENNON PARA PAUL MCCARTNEY SERÁ LEILOADA

Uma carta de John Lennon, escrita em 1973, será leiloada. A mensagem estava endereçada a revista inglesa Melody Maker em resposta a uma entrevista realizada com Paul McCartney a qual ele falava sobre a dissolução dos Beatles e do relacionamento de Lennon com Yoko. 

A carta datilografada com trechos escritos à mão, falava principalmente sobre a batalha legal entre McCartney e Lennon e detalhava o relacionamento tenso das negociações dos royalties, além de acusar o colega de banda a fazer com que George Harrison e Ringo Starr se voltassem contra ele. 

A Gotta Have Rock and Roll, instituição responsável pelo leilão, estima que os lances chegarão a US$ 40.000. 

McCartney vs Lennon 

Após John Lennon sair dos Beatles, Paul McCartney ficou com alguns ressentimentos e falou como o ex-colega de banda “ficou desagradável” na época, segundo informações do Showbiz Cheat Sheet. 

No livro The Lyrics: 1956 to the Present, lançado em 25 de agosto de 2021, McCartney escreveu sobre a rivalidade “feia” com Lennon. “Quando o Beatles acabou e todo mundo se debatia, John ficou desagradável,” afirmou na obra. “Eu realmente não entendo o porquê. Talvez porque crescemos em Liverpool, onde sempre foi bom dar o primeiro soco de uma luta.” 

“John atirava mísseis em mim com as músicas, e uma ou duas delas eram bastante cruéis,” continuou o icônico baixista no livro. “Não sei o que ele esperava ganhar, além de me dar um soco na cara. A coisa toda realmente me incomodou.” Além disso, o músico ficou magoado diversas vezes por conta do ex-colega de banda. 

“John dizia coisas como: ‘Tudo foi um lixo. Os Beatles eram uma porcaria'”. 

No entanto, McCartney revelou em The Lyrics: 1956 to the Present como a amizade entre ele e John Lennon voltou a crescer gradualmente após o desentendimento. “No começo, após a separação dos Beatles, não tínhamos contato, mas havia várias coisas que precisávamos conversar,” relembrou. “Nosso relacionamento às vezes era um pouco tenso porque discutíamos negócios e às vezes nos insultávamos ao telefone”. 

Porém, o jogo virou aos poucos: “Gradualmente, passamos dessa fase, e se eu estivesse em Nova York, eu ligava e dizia: ‘Você gostaria de uma xícara de chá?'” Durante entrevista ao The Sunday Times, McCartney revelou comentou como “foi uma grande bênção para mim” se reconciliar com Lennon. 

“Tomamos uma decisão quando Beatles acabou que não voltaríamos com a banda,” adicionou o astro. “Então nos desligamos [do Fab Four] definitivamente. “Você fala sobre o encerramento do ciclo de algo que é muito satisfatório; não vamos estragar tudo com algo que pode não ser tão bom”. 

Fonte: RockBizz 

Inatel

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200