Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

BRUCE DICKINSON EXPLICA PORQUE DEIXOU O IRON MAIDEN EM 1993

O vocalista Bruce Dickinson (Iron Maiden) está rodando a América do Norte com o projeto An Evening With Bruce Dickinson, onde o foco é recitar poesias, falar sobre sua autobiografia [What Does This Button Do?] e ter um momento de bate-papo com o público. 

Em apresentação em Montreal, Canadá, no dia 23 de março, Dickinson, respondendo ao questionamento de um fã, explicou porque deixou o Iron Maiden, em 1993, depois da famosa Fear of the Dark Tour. 

“Honestamente, eu estava tão surpreso quanto qualquer outra pessoa. Eu não acho que as pessoas realmente acreditavam nisso na época. No entanto, você tem que mudar a sua vida às vezes”, disse Bruce. 

“Eu pensei que se eu ficasse com o Maiden para sempre, tudo que eu aprenderia era como estar no Maiden. E para aprender como era estar fora do Maiden, você tem que sair, porque, caso contrário, ninguém levaria a sério. Seria algo como: ‘Ele está fazendo um álbum solo. Ah, não é muito importante. Mas vamos deixar ele se divertir, depois ele volta pro Iron Maiden'”, pontuou. 

“Eu odiei aquilo, mas pensei: ‘Eu vou sair’, “E [algumas pessoas diziam] ‘O que acontecerá se sua carreira [solo] não der certo’? Eu disse: ‘Bem, isso é Deus ou o destino dizendo que talvez seja [para] o melhor, então, é melhor fazer isso agora do que ficar sentado em algum lugar no mundo da fantasia e acabar mal-humorado'”, concluiu.Depois que Dickinson deixou o Iron Maiden, a banda seguiu carreira com o vocalista Blaze Bayley, com quem lançou dois trabalhos de estúdio: The X Factor (1995) e Virtual XI (1998). Bruce, no entanto, retornou ao grupo em 1999, mas nesse ínterim lançou álbuns como Balls to Picasso (1994), Skunkworks (1996), Accident of Birth (1997) e The Chemical Wedding (1998). 

Fonte: RockBizz 

Inatel

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200