Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

GREEN DAY É O PUNK MAIS POP QUE VOCÊ RESPEITA ( E QUER MUITO VER AO VIVO)

Quem vê o Green Day no palco nem consegue lembrar que eles estão na ativa há mais de 30 anos.
Divulgando álbum novo, o trio Billie Joe Armstrong, Mike Dirnt e Tré Cool começou a turnê brasileira na quarta-feira (01) no Rio de Janeiro e ainda passa por São Paulo (sexta, 03), Curitiba (domingo, 05) e Rio Grande do Sul (terça, 07), lembrando clássicos que marcaram o punk dos anos 90 e 2000, além de inéditas poderosas.
Liderado por Billie Joe Armstrong, o Green Day não vem ao Brasil há sete anos. E acha que é muito tempo? Pois da penúltima vez, o grupo norte-americano ficou quase uma década sem subir ao palco em terras canarinhas.
O trio toca entre 25 e 30 músicas a cada show -- prepare as pernas para ficar em pé e pular muito em mais de 2h de apresentação -- e revisita a carreira bem-sucedida. Apesar do último álbum "Revolution Radio" levar o nome da turnê, quem ganha destaque é o clássico "American Idiot".
Lançado em 2004, o sétimo álbum do Greey Day ganhou o público com as críticas ao governo do então presidente George W. Bush e à massa de manobra que a população é refém de grandes corporações.
"American Idiot", "Jesus of Suburbia", "Wake Me Up When September Ends" e "Holiday" são ovacionadas pelos fãs a cada show do grupo, que soube mesclar o peso do punk com uma jogada comercial muito inteligente. E o resultado? Uma ópera punk rock elogiada pela crítica e que retomou a grandiosidade da banda após alguns fiascos de vendas.
Outro álbum que recebe atenção nos shows -- para alegria dos fãs mais "old school" do Green Day -- é o icônico "Dookie", que normalmente tem quatro músicas no repertório ao vivo do trio. E, convenhamos, é quase impossível não associar a banda com "Basket Case" e "When I Come Around".
O trio pediu massoterapeuta para os camarins e ainda muita comida vegetariana. Billie Joe e sua turma pedem sopas, frios, saladas e frutas – em especial muitos abacates.
Entre as bebidas, foram solicitados café, chás, várias opções de leite, refrigerantes e sucos que deverão estar disponíveis durante todo o dia. Enquanto estiverem no palco, a banda quer duas dúzias de garrafas de 500 ml de água mineral. É a versão "punk tranquilão".
Se artistas internacionais demoram nem dois anos para confirmarem shows no Brasil, o Green Day judia dos seus fãs com tamanha espera. Mas tanta expectativa é válida e os quarentões do punk sabem fazer um show que muita molecada de 20 anos jamais tentou.
Fonte: Do UOL, em São Paulo

Inatel

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200