Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

THE KILLERS FALA SOBRE AS PERDAS DE CHRIS CORNELL E DAVID BOWIE

Recentemente a banda The Killers concedeu uma entrevista ao Hot Press. Na entrevista, o grupo falou sobre suas inspirações e sobre a perda recente de grandes nomes da música.
De acordo com o baterista Ronnie Vanucci Jr., a morte de Chris Cornell foi algo muito difícil de encarar:
Não esperava que fosse ter a reação que acabei tendo. Foi horrível, de uma forma estranha, quando Chris Cornell morreu. Foi algo muito estranho que me tomou, porque aconteceu justamente em um período em que eu estava escutando muitas músicas dele.
Já o frontman Brandon Flowers citou o exemplo do músico Leonard Cohen, dizendo que sentiu muito pela sua morte, apesar de não ter todos os discos de Cohen. Mas dedicou um tempo maior fazer um depoimento sobre David Bowie. O vocalista falou sobre como Bowie foi importante para os primeiros passos do The Killers, e como os influencia até hoje.
“All The Things That I’ve Done“, do álbum de estreia Hot Fuss, teve sua linha de baixo inspirada em uma música de Bowie. A canção que serviu como influência é “Slow Burn“, presente no álbum Heathen, lançado em 2002. As linhas de baixo das duas músicas são basicamente idênticas.
Brandon lembra do encontro com seu “herói”:
Somos muito sortudos por termos conseguido nos encontrar com quase todos aqueles que consideramos ‘herois’. É incrível. Tipo, [David] Bowie veio e nos assistiu. Ele nos viu em Nova York e isso foi, obviamente, um momento incrível para todos nós. Ele ainda estava acompanhado de Tony Visconti (que produziu Heathen). Aquilo foi insano!
Em uma passagem recente pelo BBC Live Lounge, o The Killers apresentou um cover de “Fame“, outro clássico de Bowie. A banda também prestou homenagem para outro grande nome do rock que morreu recentemente: Tom Petty.
O último álbum do grupo, Wonderful Wonderful, foi lançado em Setembro.
Fonte: Mundo Livre 93.9 fm

Inatel

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200