Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Projeto de Realidade Virtual de alunos do Inatel é aplicado na indústria e reconhecido internacionalmente

INATEL SIMULADOR BALL RV AGOSTO2020Agilidade na produção e segurança dos funcionários. Esses são os principais objetivos de um projeto de iniciação científica desenvolvido por dois alunos integrantes da equipe do CDG Hub do Inatel, em parceria com a empresa multinacional Ball, de Pouso Alegre, que resultou em um Sistema de Treinamento de Realidade Virtual em um ambiente controlado. Durante um ano, os estudantes por meio de pesquisas e aplicação conjunta de conceitos de Computação e Automação Industrial, modelaram um ambiente de Realidade Virtual (ou Virtual Reality - VR) capaz de treinar funcionários sobre como operar uma máquina utilizada na indústria para a produção de três milhões de latas por dia. A solução foi apresentada no Congresso de Iniciação Científica do Inatel – Incitel e também no Congresso MIXDES 2020, da Polônia, ambos realizados virtualmente em junho.

O gerente de produção da Ball, Rafael Teixeira Monteiro, explica que o objetivo da empresa é utilizar de todos recursos disponíveis para otimizar os treinamentos e capacitação dos funcionários, mesmo antes de entrar no chão de fábrica, e o projeto desenvolvido pelo Inatel é um passo a mais para atingir este objetivo. “O projeto de Realidade Virtual (VR) realizado pelos alunos do Inatel propôs uma plataforma de treinamento realista, em que o operador pode simular manutenções ou conversões de máquinas virtualmente, se capacitando previamente para executar uma atividade real. Prever possíveis erros, aprender a mecânica geral do equipamento, estimar o tempo da atividade de cada operador, são ganhos que sem a “VR” só seria possível com a “mão na massa”, afirma. Atualmente, as propostas de virtualização tiveram início com a implementação de um sistema baseado no conceito de Realidade Aumentada, um teste para a implantação do sistema VR.

INATEL SIMULADOR BALLO aluno de Engenharia de Controle e Automação do Inatel, Lucas Sales de Oliveira Almeida, integrou a equipe que desenvolveu a solução e atualmente faz estágio na multinacional. “A pesquisa e o desenvolvimento foram uma oportunidade incrível de aprendizado de tecnologias de ponta integrando programação e modelagem. Projetos que trazem problemas reais da indústria são desafiadores e exigem grande responsabilidade na execução. É muito gratificante saber que o esforço desse trabalho resultou em um estágio nessa empresa de grande porte, dando sequência a este projeto". Além de Lucas, o estudante de Mateus Vinícius Cirino também participou do projeto, que contou com a orientação dos professores Renzo Mesquita, João Paulo Henriques e Alexandre Baratella.

@ Entre em contato

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200

Política de Privacidade