Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Evoluindo com as Telecomunicações, Inatel integra grupo pioneiro no mundo de pesquisas sobre 6G

Primeiros estudos sobre a futura rede de comunicação móvel estão disponíveis no 1º workshop brasileiro sobre 6G

inatel imagem workshop 6g maio 2020 capaA equipe do Centro de Referência em Radiocomunicações do Inatel concentra as pesquisas na futura rede de comunicação móvel a ser implantada no mundo. Não, não estamos falando de 5G, mas sim da sexta geração, a rede 6G. E os estudos iniciais já resultaram no primeiro workshop brasileiro sobre o assunto, que está disponível gratuitamente para os interessados (clique aqui).

Em dezembro, o CRR criou o Projeto Brasil 6G, apoiado pelo Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para o início das pesquisas em 6G no país. O Projeto Brasil 6G já estabeleceu uma parceria de peso, com o 6G Flagship Project, da Universidade de Oulu na Finlândia, que lidera as pesquisas em 6G no mundo. “Essa é uma continuidade do trabalho iniciado em 2015, quando o Centro do Inatel foi criado e, ao longo desses anos, desenvolveu pesquisas, treinamentos, soluções e patentes para a quinta geração de comunicação móvel – 5G, que começou a ser implementada comercialmente no mundo em 2019”, afirma o pró-diretor de Pós-graduação e Pesquisa do Inatel e Secretário-Geral do 5G Brasil, professor José Marcos Câmara Brito. No Brasil, o início do 5G depende ainda do leilão das faixas de frequências que será realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A rede 6G irá muito além de prover comunicação de voz e dados, como foram as outras redes móveis até agora. “Teremos um mundo digital que replica no detalhe o mundo físico. Por meio de sensoriamento, todos os movimentos do mundo físico serão mapeados no digital. Isso vai permitir o ser humano ter o “sexto sentido”, ou seja, antever coisas que vão acontecer com ele com a ajuda da tecnologia”, afirma José Marcos Câmara Brito. Para isso, imagem, sensoriamento e posicionamento serão tão importantes quanto a comunicação nas redes 6G, com alta capacidade computacional.

“A rede 6G vai, de fato, prover requisitos que permitirão que serviços de realidade virtual e realidade aumentada realmente aconteçam, vai atender requisitos das indústrias automobilísticas e de logística, com carros autônomos e entregas por drones, e haverá ainda a integração entre cérebro e computador, com comunicação por meio de implantes de dispositivos no corpo humano. Para isso, essa rede terá que ser rápida e confiável de uma forma que ainda não vimos”, explica o coordenador de Pesquisa do CRR, Luciano Leonel Mendes.

E são nesses cenários, requisitos, tecnologias de acesso, aplicações e potenciais serviços da futura rede de comunicação móvel que estão focados os pesquisadores do CRR.

Evolução constante
Desde as pesquisas em 5G, o Brasil vem conquistando espaço e caminha junto com o mundo científico no desenvolvimento de um padrão global de tecnologia que vai impactar todos os setores da sociedade. E a história mostra que maturidade das redes vem a cada duas gerações, por isso, a continuidade das pesquisas em 6G é essencial.

Segundo especialistas, há muitas evoluções a serem feitas no 5G que foi padronizado. “Podemos dizer que essa é uma primeira versão 5G. A padronização que está sendo comercializada atingiu apenas operadoras e fabricantes de equipamentos, deixando de fora outras indústrias com grande potencial e que podem ser atendidas com as soluções previstas em 6G”, afirma o coordenador de Pesquisa do CRR.

@ Entre em contato

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200

Política de Privacidade