Três projetos do Inatel estão entre os premiados na Feicintec

Inatel Feicintec Dez2014 9A participação do Inatel na 2º Feira de Ciências e Inovações Tecnológicas (Feicintec) teve um significado especial para os alunos do Instituto. Repetindo o feito do ano anterior, de ser a Instituição com maior número de projetos premiados, o Inatel teve três projetos entre os dez primeiros colocados.

A feira foi realizada nos dias 10 e 11 de dezembro, pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (CREA - MG) em parceria com as instituições de ensino superior e cursos técnicos de engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia de todo o estado de Minas Gerais.

Durante a cerimônia, que aconteceu na capital mineira, concorreram 32 projetos que foram pré-selecionados entre os mais de 130 trabalhos inscritos na fase regional dos escritórios do CREA-MG. O Inatel foi representado por quatro projetos de alunos dos cursos de Engenharia e Tecnologia.

Premiados

O projeto "Aro Magnético" dos alunos Filipe Loyola Lopes, Isabel Francine Mendes e Diogo Duarte Bernardes, desenvolvido no Centro de Desenvolvimento e Transferência de Tecnologia Assistiva (CDTTA), ficou em segundo lugar, o que rendeu aos estudantes o prêmio de dez mil reais. O Aro consiste em um dispositivo para ser instalado em auditórios e salas de aula para permitir às pessoas com deficiência auditiva (e que utilizam aparelhos auditivos) captar a voz do professor ou palestrante sem ruídos.

O grupo, que participou e também foi premiado na feira em 2013, comentou sobre a premiação e a alegria de ver o projeto desenvolvido ser utilizado durante o evento. "Este ano a feira estava muito mais difícil do que no ano passado, pois os projetos estavam mais competitivos e elaborados. Para nós foi muito emocionante quando um usuário de aparelho auditivo utilizou o Aro Magnético e se emocionou ao poder ouvir uma música. Naquele momento, todo nosso esforço foi válido. Agora o que mais desejamos é disponibilizar o projeto ao público alvo", afirmam.

Outro projeto premiado foi o "Colchão Automatic Syncrus" dos alunos Dorival Jonas e Cabral e Renata de Oliveira, que ficou em quinto lugar. O colchão possui movimentos sincronizados em sua estrutura e seu funcionamento pneumático promove conforto aos pacientes com dificuldade motora, ativando a circulação sanguínea e evitando úlceras de pressão/escaras. Como prêmio a equipe recebeu a quantia de quatro mil reais.

"Participamos pela segunda vez da Feicintec e foi uma excelente experiência, pois competimos com projetos de todo o estado. O nível da feira subiu muito e ficamos muito felizes por termos ficado entre os dez primeiros", comentaram Dorival e Renata.

A nona colocação da feira ficou com o projeto C.O.D. (Cadeira Ortostática Dinâmica), do aluno Walef Robert Ivo Carvalho, que consiste em um equipamento que coloca um portador de deficiência física em posição vertical e, em pé, ele pode se locomover por meio de um controle remoto ou por inclinação da cabeça. Esse projeto também é desenvolvido no CDTTA.

O aluno descreveu com emoção a sua participação na feira. "Foi uma experiência inexplicável. O Inatel ganhou muitos prêmios e se destacou. Fiquei emocionado quando um deficiente físico foi visitar meu stand e os olhos dele brilharam, mostrando que o projeto é a esperança para a vida dele. Foi uma sensação inenarrável", finalizou Walef.

@ Entre em contato

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200

Escritório em São Paulo - SP - Brasil

WTC Tower, 18º andar - Conjunto 1811/1812

Av. das Nações Unidas, 12.551 - Brooklin Novo - 04578-903

+55 (11) 3043 6015 | inatel.sp@inatel.br