Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Ministro em exercício Genildo Lins comenta sobre espionagem na abertura do Futurecom

Abertura do evento destaca realização de StartUp Session

inatel-cerimonia-abertura-futurecom-2013Cerimônia de Abertura do Futurecom 2013"Há muitos desafios aos governos e à sociedade em relação à espionagem. Precisamos dar respostas a essa curiosidade alheia, que causa prejuízos materiais e sociais", disse o ministro em exercício, Genildo Lins, durante a abertura do Futurecom, na noite desta segunda-feira (21/10), no Riocentro. Genildo também destacou outros três pontos: o impulso do 4G com bom andamento, a produção de conteúdos nacionais em aplicativos e os investimentos do Plano Nacional de Banda Larga.

Ao ser homenageado como uma das personalidades do setor, o presidente do Conselho do Grupo Algar, Luiz Alberto Garcia, pediu ao Sindtelebrasil que trabalhe pelo compartilhamento das redes. "Quero dar dois recados: hoje, não podemos captar o melhor sinal de telefonia, pois há tráfego mútuo entre as empresas. Outra questão é que nossas redes externas já chegaram ao caos. Não cabem mais fios. Assim como no setor elétrico, a exemplo das geradoras e distribuidoras, temos que criar empresas de rede", afirmou.

Já o presidente da Provisuale, Laudálio Veiga, organizador do Futurecom enfatizou a importância da inovação na 15ª edição do evento. "Este ano , teremos 52 países participantes e tenho certeza de que inovação é o principal destaque. Isso porque, nesta edição, faremos, pela primeira vez, um StartUp Session", declarou.

inatel-futurecom-startup-session-out-2013O StartUp Session acontecerá nesta quinta-feira (24/10) e contará com dez empresas selecionadas, dentre elas a Fit NetWorks, incubada no Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel). Na sessão, os participantes atuantes no segmento de internet e/ou mobile farão os chamados pitchs, apresentações dinâmicas de 5 minutos que servirão de base para avaliar o nível de inovação e viabilidade mercadológica da empresa. Os participantes da atividade podem receber investimentos de Investidores Anjos, fazer a StartUp crescer rapidamente e concorrer a prêmios.

Fit NetWorks
A Fit Networks, fundada pelos alunos de Engenharia de Telecomunicações do Inatel, Clóvis Juliano de Carvalho e Magno de Sousa Nogueira, oferece soluções inovadoras para provedores de acesso à Internet. O produto principal é o PACPON ONU POE, que retira o sinal de internet da fibra ótica no poste, em via pública, e distribui para até oito residências. A energia que faz o equipamento funcionar vem das casas dos clientes pelo mesmo cabo que leva a internet. Economicamente é um grande diferencial para o provedor de internet.

A Fit já possui investidores do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. Com nove colaboradores, a expectativa da empresa é aumentar a infraestrutura e em menos de um ano aumentar o faturamento em 10 vezes.

Inatel

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200