Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Quatro startups do Inatel são selecionadas para programa de aceleração da FIEMG

inatel selecionados FiemgLabToda empresa nascente precisa de apoio para se consolidar no mercado a atingir a tão sonhada escalabilidade, ou seja, o crescimento sustentável. É com esse objetivo que a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, criou o FIEMG Lab, programa que irá abraçar novos negócios de impacto e viabilizar a aceleração de todos eles. O Inatel, como um celeiro de novos negócios surgidos por meio dos seus programas de incentivo ao empreendedorismo e incubação, não podia ficar fora dessa inciativa. Quatro startups que integram o ecossistema de inovação da instituição foram selecionados para participar do programa.

A Dágora, plataforma educacional de Social Learning, é uma delas. A empresa, que integra a Incubadora do Inatel, foi uma das participantes do Seed, programa de aceleração que contou com empresas do mundo todo, e também do Bloombtech, programa de desenvolvimento estratégico voltado para empresas incubadas mineiras, no qual foi eleita uma das empresas mais mobilizadoras do Estado. Isso porque, além de manter a plataforma, a empresa também participa da organização de diversos eventos de caráter social, que tem mudado a realidade da cidade de Santa Rita do Sapucaí, onde está sediada.

Duas startups que integram o Crowdworking Vale da Eletrônica, programa de apoio ao empreendedorismo e inovação desenvolvido dentro do Inatel pela Telefónica / Vivo, em parceria com a Ericsson, também foram selecionadas. A EasyFix, que desenvolve soluções para a gestão inteligente dos processos de manutenção de equipamentos hospitalares, e a Skyll, criadora de um sistema para monitoramento dos sinais vitais e desempenho de atletas, terão a oportunidade de dar continuidade à jornada vivida no Crowdworking, ingressando na fase de aceleração proporcionada pelo Fiemg Lab.

“Nesse início de ano nós finalizamos nosso MVP (Mínimo Produto Viável) e temos a intenção de colocá-lo em funcionamento em duas empresas do sul de Minas. A ideia é que as empresas testem e validem essa solução durante um mês. Agora com a aprovação para o programa de aceleração da FIEMG, temos um novo desafio. Nossa expectativa é que esse programa nos ajude a nos firmar como empresa e abra novas oportunidades de negócio”, afirma Larissa Rosa, uma das sócias da EasyFix.

O projeto MoT – Monitoring of Things, que acaba de ingressar no programa de Pré-Incubação do Inatel, integra os quatro representantes da instituição no Fiemg Lab. A ideia premiada na Fetin 2016 e apresentada na Campus Party deste ano, consiste em um sistema de monitoramento de temperatura à distância, voltado para câmaras frias de conservação, utilizadas para armazenar vacinas, laticínios, alimentos e bebidas em geral.

A partir de agora, as startups passarão por atividades de orientação para o amadurecimento do time e do modelo de negócio. O programa será composto por quatro etapas e, ao final, os cinco negócios de maior potencial serão escolhidos para vivenciarem uma experiência de expansão acelerada com projeção internacional. Clique para saber mais.

Inatel

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200