Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Projetos de alunos e ex-alunos são selecionados para programa de aceleração

O BioStartup Lab oferece consultorias em espaço coworking e dará aporte de R$ 200 mil ao projeto vencedor

Dois projetos desenvolvidos por alunos do Inatel foram selecionados para o BioStartup Lab, um programa de aceleração do Sebrae e Biominas Brasil. Os projetos são o 689 Swimming Device e o Agroeasy, que integram, respectivamente, a Pré-Incubadora e a Incubadora de Empresas do Inatel.

O programa Biostartup Lab recebeu mais de 500 inscrições de projetos relacionados a saúde, digital health, meio ambiente e agronegócio, e 21 equipes foram selecionadas para participarem de dinâmicas e consultorias a partir do dia 27 de janeiro, em Belo Horizonte. Até abril serão várias ações e a equipe vencedora recebe um aporte de R$ 200 mil para investir no projeto.

inatel-agroeasy-biostartup2-janeiro-2016Empreendedores da AgroeasyA empresa incubada Agroeasy foi selecionada na categoria agronegócio. A empresa, dos ex-alunos do Inatel, Vitor D'Angelo e Pedro de Andrade, desenvolve soluções de monitoramento e melhoria agrícola que podem gerar cerca de 40% de economia no sistema de irrigação. A Agroeasy está incubada desde 2014, já recebeu prêmios na Fetin e participou da Campus Future em 2015. O engenheiro Vitor D'Angelo afirma que a participação no programa BioStartup Lab é muito importante para a empresa que iniciar a comercialização das soluções neste semestre. "Faremos networking e poderemos encontrar investidores", disse Vitor D'Angelo.

inatel-swimming device equipeParte da equipe do 689 Swimming DeviceO projeto 689 Swimming Device foi selecionado na categoria digital health. É um equipamento utilizado para obter e tratar parâmetros referentes ao desempenho de nadadores. O diferencial do produto é ser sem fio, o que facilita o uso para os atletas de alto rendimento. O projeto começou como Iniciação Científica e foi apresentado na Feira Tecnológica do Inatel em 2015 pelos alunos Jorge Luís Gomes, Héctor Garcia, Iago Rezende e Anderson Beraldo. O aluno Jonas Lopes também integra a equipe selecionada para o programa de aceleração mineiro. "É uma oportunidade incrível participar de um programa como esse, pois os ensinamentos e a troca de experiência irão agregar ainda mais ao projeto", disse Anderson.

Inatel

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200