Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Inatel realiza primeiro vestibular fora do Brasil

Parceria entre Brasil e Angola marca vestibular unificado entre países de língua portuguesa.

Um recente acordo fechado entre o Inatel e o homônimo Instituto Nacional de Telecomunicações - ITEL, da Angola, vai garantir que estudantes concluintes do Ensino Médio da África, possam prestar o vestibular do Inatel, em seu país de origem. Dessa forma, os alunos do continente africano poderão concorrer, com igualdade de condições, com os alunos residentes no Brasil.

Para apresentar a parceria firmada entre os países, o ministro das Telecomunicações e Tecnologias da Informação da Angola, José Carvalho da Rocha e o diretor do ITEL, Américo Antonio dos Santos, solicitaram aos representantes do Inatel que realizassem uma palestra explicativa para os interessados em cursar a graduação em Engenharia.

"A palestra superou as nossas expectativas, em virtude do tamanho interesse por parte de estudantes, professores e pais de jovens que analisam a possibilidade de ingresso no Inatel", afirma um dos responsáveis pela aplicação do vestibular em Angola e um dos especialistas do Inatel Competence Center (ICC), Leonardo Luciano de Almeida Maia, acerca do encontro promovido no mês de abril.

Da mesma forma, o responsável pela Comissão Permanente do Processo Seletivo do Inatel, professor Carlos Nazareth Motta Marins, acredita que essa será a primeira, entre muitas parcerias que poderão ser firmadas com países estrangeiros. "Estamos mantendo relações com Angola há pouco mais de dois anos. Desde então, temos estudado as ações que poderiam ser implantadas. Acreditamos que, dentro dos próximos anos, outros países, tanto latinos como europeus, poderão se unir a nós", afirma.

Experiência

vestibular_2A procura de um ensino de superior de qualidade, tem refletido no número de alunos estrangeiros que buscam informações pelo Inatel. Um bom exemplo desse desejo de conhecimento é da estudante Indira Marília Antonio de Almeida, 22 anos, de Luanda, na Angola.

Cursando o segundo semestre de Engenharia Elétrica, a estudante afirma que, apesar das dificuldades, a decisão em estudar no Inatel, foi a mais acertada. "Apesar da saudade da família, dos meus amigos e do meu país, estou bastante satisfeita com tudo o que tenho alcançado", afirma.

Segundo a jovem (que prestou vestibular no Brasil), depois de se formar, ela pretende retornar ao seu país e, assim, oferecer todo o conhecimento que adquiriu. "Nem todos têm a mesma oportunidade que eu tive. Dessa forma, desejo dividir o meu aprendizado e contribuir com o desenvolvimento de Angola", diz.

Reconhecimento Internacional

"Nos últimos anos, conquistamos em Angola, uma posição como fornecedor de serviço na área de capacitação e consultoria. A realização do vestibular unificado e internacional, fortalece esse posicionamento do Inatel e também possibilitará aos nossos alunos dos cursos de graduação e pós-graduação, uma formação humana mais abrangente, uma vez que terão a oportunidade de conviver com alunos de diferentes culturas", afirma o pró-diretor de Desenvolvimento de Tecnologias e Inovação do Inatel, professor Marcelo de Oliveira Marques.

Da mesma forma, o diretor do Inatel, professor Wander Wilson Chaves, acredita que esse é o primeiro de muitos projetos pensados à melhora constante dos cursos do Inatel. "A inserção de alunos de diferentes países, bem como a aplicação do vestibular unificado, vão garantir o enriquecimento acadêmico da Instituição", explica.

Chaves ainda ressalta que novas parcerias estão sendo estudadas, por meio da Comissão Permanente do Processo Seletivo do Inatel. "Estamos analisando ações com diferentes instituições e países. Tenho certeza que, graças ao empenho dos nossos profissionais e, por conseguinte, do excelente trabalho realizado pelos mesmos, em breve teremos o anúncio de novas alianças", finaliza.

Por sua vez, o prefeito de Santa Rita do Sapucaí, Paulo Cândido da Silva, acredita que essa é mais uma grande conquista. "Vejo que esta iniciativa é muito positiva, pois com esta facilidade, os angolanos com certeza terão mais interesse em fazer o exame vestibular para o Inatel. Acredito que tanto para ao Instituição, como para a cidade, este é um grande passo para estreitar relações com outros países, além de levar o nome do Inatel e do Vale da Eletrônica para o mundo".

Vestibular

Em 2009, 125 vagas para Engenharia Elétrica (ênfase em Eletrônica e Telecomunicações) e 60 vagas para Engenharia da Computação estão sendo oferecidas. Do montante, 40% do total das vagas são destinados aos candidatos do Enem.

O exame vestibular acontece no dia 20 de junho. As inscrições para os alunos que pretendem utilizar a avaliação (nota) do Exame Nacional do Ensino Médio - Enem, foram feitas pela internet, até o dia 21 de maio.

Para os candidatos que participarão das provas regulares, dois prazos foram fixados: 16 de junho (campus) e 19 de junho (internet). As inscrições para os residentes em Angola, deverão ser feitas pela internet, por meio do site www.inatel.br/vestibular. A taxa de inscrição custa R$ 20,00.

Em Angola, as provas serão realizadas na capital, Luanda, das 13h às 15h30 e das 17h às 21h.Os exames serão aplicados por um especialista do Inatel, que contará com o apoio de profissionais do ITEL. No Brasil, as provas serão realizadas no campus do Inatel, em Santa Rita do Sapucaí, no período da manhã, das 09h às 11h30, e à tarde, das 13h30 às 17h30.

Inatel

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200