Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Para ver o formulário de contatos você aceita nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

Inatel Cas@Viva recolhe quase 4 toneladas de lixo eletrônico

imagem-lixo-eletronico2Com o tema Lixo Eletrônico - Não descarte essa ideia, pelo quarto ano consecutivo o Programa Inatel Cas@Viva - Responsabilidade Social, mantido pelo Inatel, mobilizou toda a comunidade santa-ritense e promoveu a coleta de lixo eletrônico incentivando o descarte correto para equipamentos como computadores, monitores, celulares, impressoras, baterias e outros acessórios eletrônicos.

imagem-lixo-eletronico-passeata2No sábado, 25, após percorrerem várias ruas da cidade em uma passeata de conscientização, cerca de 120 alunos participantes da Cas@Viva permaneceram na Praça Santa Rita das 9h30 às 15h, tempo suficiente para que fossem coletadas quase quatro toneladas de lixo eletrônico. Os professores Wander Chaves, diretor do Inatel, e José Geraldo de Souza, presidente da Finatel, prestigiaram o evento e acompanharam os trabalhos.

Todo o material arrecadado será enviado para empresa licenciada pelo IBAMA, FEAM, Conama e especializada na reciclagem de produtos eletrônicos, pois a maioria dos eletroeletrônicos possui substâncias tóxicas que não devem ser inaladas ou ingeridas e ao contato com o solo, contaminam a terra e os lençóis freáticos. Para se ter uma ideia a pilha pode levar de 100 a 500 anos para ser descartada. Um monitor de computador, 300 anos e quase tudo nele pode ser reutilizado. O vidro, por exemplo, pode ser utilizado como matéria-prima para a fabricação de piso e azulejo.

imagem-lixo-eletronico-todosSegundo a professora Débora Costanti Justino Ribeiro, coordenadora do projeto Lixo Eletrônico no Programa Inatel Cas@Viva, que destaca a importância de se difundir os 3Rs (Redução, Reutilização e Reciclagem) foi possível superar a arrecadação do ano passado. "Foi um dia prazeroso e bastante construtivo, pois conseguimos atingir o nosso principal objetivo que é a conscientização da comunidade para o descarte correto do lixo eletrônico e isso nos mostra que nestes quatro anos já podemos colher frutos de nosso trabalho", ressalta.

 A professora destaca ainda o envolvimento do Inatel Cas@Viva em mais um Dia da responsabilidade Social. "Após um grande evento como este, só tenho elogios a ser feito a todos nós, aos alunos, funcionários e voluntários, pois tivemos uma participação efetiva e importante dentro do nosso evento. Sem levar em consideração a participação em massa da comunidade de Santa Rita do Sapucaí que, mais uma vez, foi nos prestigiar e contribuir para o crescimento do projeto, também tivemos participação de cidades vizinhas que também já conhecem a seriedade de nosso trabalho", conclui Débora.

*Por motivos alheios à organização do Dia da Responsabilidade Social do Programa Inatel Cas@Viva, as sacolas ecológicas adquiridas para serem ofertadas aos participantes da campanha de arrecadação de lixo eletrônico só foram entregues pela empresa fornecedora na tarde de 5ª feira, 30. A partir de 2ª feira, quatro, todos os doadores cadastrados poderão retirar sua sacola ecológica diretamente na sede da Cas@Viva, ao lado da portaria do Inatel.

 

 

Inatel

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200