Você está acessando nosso website pela primeira vez. Nosso site, objetivando permitir, particularmente, uma melhor interação com você, bem como para permitir funcionalidades para melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados, coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies. Para saber mais sobre a coleta de dados/informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Privacidade.

Aceitar Não aceitar

OS PERIGOS DO CIGARRO

FUMO E DOENÇAS RESPIRATÓRIAS

Fumar aumenta a queda da capacidade respiratória com a idade e aumenta o risco de problemas respiratórios como:
  • tosse, chiado e falta de ar
  • bronquite crônica e enfisema
  • causa 90% da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e aumenta seu risco em 10 vezes
  • laringite (rouquidão)
  • infecções nas vias respiratórias
  • crise de asma
FUMO E DOENÇAS CARDIOVASCULARES:

Fumar aumenta o risco de doenças coronárias como angina no peito e infarto do miocárdio.
  • triplica o risco de morte por infarto em homens com menos de 55 anos e;
  • aumenta em 10 vezes o risco de tromboembolia venosa e infarto em mulheres que tomam anticoncepcionais orais
  • aumenta o risco de insuficiência vascular periférica causando má circulação nas pernas e impotência sexual.
FUMO E CANCER
 
O cigarro contém mais de 40 substâncias cancerígenas, que aumentam o risco de câncer na :
  • boca, laringe e traquéia
  • pulmões – risco 12 a 20 vezes maior
  • esôfago, estômago  
  • rins, bexiga, colo do útero, etc...
FUMO E DOENÇAS NEUROVASCULARES
 
O fumo triplica o risco de derrame cerebral.
 
FUMO E A PELE
 
Fumar eleva o risco de rugas prematuras e de celulite, além de interferir na cicatrização de feridas cirúrgicas.
 
FUMO E GRAVIDEZ  

A gestante fumante, tem maior chance de abortar, de ter filho prematuro, de baixo peso e de morte do filho no período perinatal.

DEPENDÊNCIA

  • A nicotina causa dependência por meio de processos biopsicossociais parecidos com os da cocaína, álcool e heroína.
  • O Fumante de 20 cigarros/dia, que traga 10 vezes/cigarro, recebe mais de 70.000 impactos cerebrais de nicotina/ano.
  • O dependente de nicotina, aprende e acredita que o cigarro:
    • preenche “vazios internos”
    • é “companheiro”
    • ajuda a lidar com o estresse
    • ajuda a lidar com sentimentos positivos ou negativos
    • facilita as interações sociais
    • leva á sensação de segurança.
Entretanto, esses falsos benefícios do tabagismo deve-se ao fato de que o viciado desenvolve tolerância á nicotina e piora o funcionamento do cérebro na sua ausência.
 
BENEFÍCIOS AO PARAR DE FUMAR
  • Melhora da capacidade física
  • Melhora do paladar
  • Melhora do olfato
  • Redução do risco de câncer
  • Redução do risco de doenças cardiovasculares e respiratórias
  • Aumento da expectativa de vida
  • Término do hálito do tabaco
  • Redução de gastos com saúde
  • Economia por não comprar cigarros
  • UM GRANDE EXEMPLO para amigos, familiares, em especial, filhos e netos.
VEJA O QUE ACONTECE AO PARAR DE FUMAR:
  • Em 20 minutos: a pressão arterial e os batimentos cardíacos voltam ao normal
  • Em 8 horas: os níveis de monóxido de carbono voltam ao normal
  • Em 1 dia : redução de risco de ataque cardíaco
  • Em 3 dias: relaxamento dos brônquios e aumento da capacidade respiratória
  • Em 2 a 12 semanas: melhora na circulação sangüínea.
  • Em 1 a 9 meses: redução da tosse e infecções das vias aéreas, melhora da respiração, limpeza dos pulmões e melhora na capacidade física.
  • Em 1 ano: redução do risco de doença coronariana em 50%.
  • Em 10 a 15 anos: o risco de morte por doença coronariana se iguala ao de uma pessoa que nunca fumou.
  • Em 15 a 20 anos: o risco de câncer se aproxima do risco de uma pessoa que nunca fumou.

 

 

@ Entre em contato

Instituto Nacional de Telecomunicações – Inatel

Campus em Santa Rita do Sapucaí - MG - Brasil

Av. João de Camargo, 510 - Centro - 37540-000

+55 (35) 3471 9200

Política de Privacidade